Facebook
[[ basketService.cart.totalItems ]]
  • [[ item.offer.product.name ]]
    [[ item.offer.price * item.quantity | currency : "R$" : 2 ]]
    [[ item.offer.price_original * item.quantity | currency : "R$" : 2 ]]
    [[ item.quantity ]]
Benzoilmetronidazol - 40mg/mL, caixa com 1 frasco-ampola com 120mL de suspensão de uso oral

Bula do "Benzoilmetronidazol - 40mg/mL, caixa com 1 frasco-ampola com 120mL de suspensão de uso oral"

Código: 7896004766669

Este medicamento está indicado para o tratamento de giardíase e amebíase.

Este medicamento é contraindicado nos casos de hipersensibilidade anterior ao metronidazol ou outro derivado imidazólico e aos demais componentes da fórmula.

Antes de utilizar o produto, agite o frasco.

Posologia do Benzoilmetronidazol - EMS


Giardíase

Crianças de 1 a 5 anos

1 colher de chá (5 ml) 2 vezes ao dia, durante 5 dias

Crianças de 5 a 10 anos

1 colher de chá (5 ml) 3 vezes ao dia, durante 5 dias

Amebíase

20mg (0,5 ml)/Kg, 4 vezes ao dia, durante 5-7 dias (amebíase intestinal) ou 7-10 dias (amebíase hepática).

O tratamento com benzoilmetronidazol suspensão oral pode causar ou acentuar os sintomas de candidíase, requerendo tratamento específico.

O metronidazol potencializa a ação do vecurônio (agente bloqueador neuromuscular não despolarizante).

Recomenda-se a monitoração da contagem leucocitária diferencial em pacientes com história de discrasia sanguínea ou recebendo altas doses e ou tratamento prolongado com metronidazol. Em caso de ocorrência de leucopenia, deve-se avaliar a relação risco/benefício da continuação do tratamento com metronidazol.

Não existe suspeita de potencial carcinogênico em humanos, embora o metronidazol tenha mostrado atividade carcinogênica em certas espécies de camundongos, mas não em ratos ou hamsters.

Bebidas alcoólicas ou medicamentos que contenham álcool devem ser evitados durante o tratamento (efeito "antabuse").

Lactação

Não se deve amamentar durante o tratamento com metronidazol visto que o mesmo é excretado no leite materno. O tratamento deve ser descontinuado em caso de ataxia, vertigem, alucinações ou confusão mental.

Deve-se empregar precauções apropriadas em pacientes com neuropatias periféricas ou centrais, severas, estáveis ou em evolução, devido ao risco de deterioração neurológica.

Insuficiência hepática

Pacientes com insuficiência hepática severa metabolizam o metronidazol lentamente, com consequente acúmulo da droga e seus metabólitos no plasma. Recomenda-se, portanto, que sejam administradas, nestes pacientes, doses menores que as habituais.

Gravidez

Estudos de reprodução em humanos revelaram ausência de efeitos teratogênicos ou fetotóxicos. Os dados de centenas de mulheres grávidas expostas ao metronidazol durante o primeiro trimestre de gravidez não indicaram qualquer risco particular de efeitos teratogênicos. A análise de grupos equivalentes de mulheres grávidas durante o primeiro trimestre não mostrou nenhuma evidência de fetotoxicidade. Desta maneira, embora a gravidez não seja uma contraindicação ao tratamento com metronidazol quando claramente necessário, deve-se avaliar a relação risco/benefício deste tratamento ao paciente.

Pacientes idosos

Este produto destina-se ao uso pediátrico, porém, não há restrições para seu uso em idosos, desde que tenham função hepática normal.

Cada mL da suspensão oral contém

Benzoilmetronidazol

40 mg

Veículo

1 mL

Veículo: Silicato de alumínio e magnésio, sorbato de potássio, sacarina sódica, essência de damasco, óleo de rícino hidrogenado e etoxilado, corante amarelo tartrazina 5, carmelose sódica, ciclamato de sódio, benzoato de sódio, álcool etílico, ácido cítrico, água purificada.

Apresentação do Benzoilmetronidazol - EMS


Frascos com 80 mL e 120 mL.

Uso pediátrico.

Uso oral.

A administração oral de doses únicas de até 15 g foram relatadas em tentativas de suicídio e superdose acidental. Os sintomas relatados incluíram náuseas, vômitos e ataxia.

A administração oral de metronidazol tem sido estudada como sensibilização à radiação no tratamento de tumores malignos. Efeitos neurotóxicos, incluindo convulsões e neuropatia periférica, têm sido relatados, após 5 a 7 dias de administração de doses de 6 a 10,4 g, em dias alternados.

Não há antídoto específico, portanto, o tratamento deve ser sintomático e de suporte.

Álcool

Bebidas alcoólicas e medicamentos contendo álcool não devem ser ingeridos durante o tratamento com metronidazol e no mínimo 1 dia após o mesmo, devido à possibilidade de reação do tipo dissulfiram (efeito antabuse), com aparecimento de rubor, vômito e taquicardia.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Benzoilmetronidazol - Prati Donaduzzi.

Manter à temperatura ambiente (15°C a 30°C). Proteger da luz e manter em lugar seco.

O número de lote e as datas de fabricação e validade de benzoilmetronidazol suspensão oral estão impressos no cartucho do produto.

Não use medicamento com prazo de validade vencido, pode ser prejudicial à sua saúde.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Reg. M.S. nº 1.0235.0492

Farm. Resp.:
Dr. Ronoel Caza de Dio
CRF-SP nº 19.710

EMS S/A.
Rod. Jornalista F. A. Proença, km 08
Bairro Chácara Assay
CEP 13186-901 - Hortolândia/SP
CNPJ: 57.507.378/0003-65
Indústria brasileira

Venda sob prescrição médica.

Só pode ser vendido com retenção da receita.

Duas reações adversas graves foram relatadas em pacientes tratados com benzoilmetronidazol suspensão em grandes doses e/ou por tempo prolongado

Crises convulsivas e neuropatia periférica, esta última caracterizada por paresia ou parestesia de uma das extremidades. Os pacientes devem portanto ser cuidadosamente observados e se qualquer sinal/sintoma neurológico surgir, o prosseguimento da terapêutica deve ser reavaliado.

As reações adversas mais comuns são relacionadas ao trato gastrintestinal, principalmente náuseas, relatada em cerca de 12% dos pacientes, algumas vezes acompanhada de cefaleia, anorexia e vômito; diarreia, dor epigástrica, cólica abdominal e constipação também podem ocorrer.

Outras reações adversas observadas com menor frequência foram gosto metálico e desagradável, glossite, estomatite, proliferação de Candida.

Hipersensibilidade

Urticária, eritema, congestão nasal, secura da boca (ou da vagina e vulva) e febre

Geniturinárias

Disúria, cistite, poliúria, incontinência e sensação de pressão na região pélvica; coloração escura (marromavermelhada) da urina devido à presença de pigmentos hidrossolúveis provenientes do metabolismo da droga; pode ocorrer proliferação de Candida na vagina, dispareunia, diminuição da libido

Sistema nervoso central

Convulsões, neuropatia sensorial periférica reversível, cefaleia, vertigens, convulsões, ataxia, confusão, alucinações, irritabilidade, depressão, fraqueza e insônia

Em casos de dosagem elevada ou tratamento prolongado tem sido observado

Leucopenia e neutropenia sensorial periférica, que pode regredir com a descontinuação do tratamento

Sistema hematopoiético

Pode ocorrer neutropenia reversível e, raramente, trombocitopenia

Sistema cardiovascular

Achatamento da onda T do ECG

Casos excepcionais de pancreatite reversível

Têm sido relatados

Outras

Dor articular transitória. Em caso de ingestão de bebida alcoólica, podem ocorrer náuseas, vômito, eritema e cefaleia e modificação do gosto da bebida, devido ao efeito antabuse

Atenção: Este produto contém o corante amarelo de tartrazina que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao Ácido Acetilsalicílico.

A administração simultânea de drogas que induzem enzimas microssomais hepáticas, tais como a fenitoína ou o fenobarbital, pode acelerar a eliminação do metronidazol, resultando em níveis plasmáticos reduzidos; diminuição do clearance de fenitoína, também foi observado.

A administração simultânea de drogas que diminuem a atividade enzimática dos microssomas hepáticos, tais como a cimetidina, pode prolongar a meia vida e diminiuir o clearance plasmático de metronidazol. Em pacientes em uso de altas doses de lítio, pode ocorrer elevação dos níveis plasmáticos do mesmo, se o metronidazol for administrado concomitantemente.

O metronidazol potencializa a ação do vecurônio (agente bloqueador neuromuscular não despolarizante).

O metronidazol pode elevar os níveis plasmáticos de litio.

Associações desaconselhadas

Dissulfiram

O uso concomitante pode causar delírio (alterações psicóticas agudas) ou confusão mental.

Álcool

O uso concomitante pode causar efeito antabuse (sensação de calor, flushing, vômito e taquicardia). Os pacientes devem ser advertidos para evitar a ingestão de bebidas alcoólicas ou de medicamentos que contenham álcool em sua formulação durante o tratamento com metronidazol.

Associações que necessitam de cuidados

Anticoagulantes orais (varfarina)

Ocorre potencialização do efeito anticoagulante e do risco hemorrágico, resultante do retardo do catabolismo hepático do anticoagulante. Deve-se realizar portanto, monitorização frequente do tempo de protrombina e do RNI; e ajuste da dose de anticoagulante oral durante e nos 8 dias seguintes ao tratamento com metronidazol.

Associações a serem consideradas

5-fluorouracil

O metronidazol aumenta a toxicidade do fluorouracil (5-FU) devido à redução do clearance.

Interações alimentares

A biodisponibilidade oral não é modificada pela ingestão de alimentos.

Alteração de exames laboratoriais

O metronidazol pode interferir com alguns tipos de dosagens plasmáticas, como as de TGO, TGP, DHL, triglicerideos e glicose hexoquinase. Todos os ensaios nos quais pode ocorrer interferência envolvem reações enzimáticas de oxidação - redução da nicotina adenina dinucleotídeo (NAD+􀀀NADH). Esta interferência se deve à similaridade nos picos de absorbância do NADH e metronidazol, em pH 7.

O metronidazol apresenta atividade anti-treponema podendo provocar um resultado falso-positivo no teste de imobilização do Treponema pallidum (teste de Nelson-Mayer).

Resultados de Eficácia


A eficácia deste medicamento em giardíase pode ser confirmada no estudo de Misra, aberto randomizado comparativo com albendazol, envolvendo 64 crianças entre 2 e 12 anos com giardíase. O índice de eficácia foi semelhante nos dois grupos, confirmando a ação de metronidazol suspensão no tratamento de giardíase em crianças (MISRA, 1995).

Outro estudo realizado por Dutta multicêntrico, randomizado comparou a eficácia e a segurança de metronidazol e albendazol no tratamento de giardíase em crianças. Nesse estudo, 150 crianças entre 2 e 12 anos de idade foram randomizadas e receberam doses de metronidazol e albendazol suspensão. O índice de cura no tratamento de ambos os grupos (metronidazol e albendazol) foi de 97%, se confirmando ser o metronidazol uma droga segura e com mínimos efeitos colaterais (DUTTA, 1994).

Homeida confirmou também a eficácia de metronidazol suspensão no tratamento de 11 crianças com idade entre 3 anos até 7 anos com diagnóstico de giardíase confirmado. O tratamento com metronidazol suspensão oral foi bem sucedido na presença de giardíase (HOMEIDA, 1986).

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Benzoilmetronidazol - Prati Donaduzzi.

Características Farmacológicas


Farmacodinâmica

Este medicamento tem como princípio ativo o derivado benzoil do metronidazol, que permite apresentá-lo na forma farmacêutica suspensão. Cada 200 mg de Benzoilmetronidazol (substância ativa) corresponde a 125 mg de metronidazol.

O metronidazol é um anti-infeccioso da família dos nitromidazóis, que apresenta espectro de atividade antimicrobiana que abrange exclusivamente micro-organismos anaeróbios:

Espécies habitualmente sensíveis (mais do que 90% das cepas da espécie são sensíveis):

Peptostreptococcus, Clostridium perfringens, Clostridium difficile, Clostridium sp, Bacteroides sp, Bacteroides fragilis, Prevotella,Fusobacterium , Veillonella.

Espécies com sensibilidade variável:

A porcentagem de resistência adquirida é variável. A sensibilidade é imprevisível na ausência de antibiograma. Bifidobacterium, Eubacterium.

Espécies habitualmente resistentes (pelo menos 50% das cepas da espécie são resistentes):

Propionibacterium,Actinomyces, Mobiluncus.

Atividade antiparasitária:

Entamoeba histolytica, Trichomonas vaginalis, Giardia intestinalis.

Farmacocinética

Absorção

Após administração oral, o metronidazol é rapidamente absorvido, no mínimo 80% em menos de 1 hora. O pico sérico obtido após administração oral é semelhante ao obtido após administração de doses equivalentes por via intravenosa. A biodisponibilidade oral é de 100% e não é modificada pela ingestão de alimentos. A hidrólise do Benzoilmetronidazol (substância ativa) é realizada progressivamente durante a sua passagem pelo tubo digestivo.

A absorção do Benzoilmetronidazol (substância ativa) é 30% inferior a do metronidazol. Em posologias iguais o metronidazol e o Benzoilmetronidazol (substância ativa) não apresentam resultados terapêuticos significativamente diferentes.

O pico plasmático aparece na quarta hora após a administração do produto.

Distribuição

Após a administração de uma dose única de 500 mg de metronidazol, o nível plasmático médio é de 10 μg/mL, uma hora após a administração. A meia-vida plasmática é de 8 -10 horas. A ligação às proteínas plasmáticas é baixa: menor que 20%. O volume de distribuição é alto, em média 40 litros (0,65 L/kg). A distribuição é rápida e as concentrações teciduais são semelhantes à concentração sérica, nos seguintes tecidos: pulmões, rins, fígado, pele, bile, LCR, saliva, líquido seminal e secreções vaginais. O metronidazol atravessa a barreira placentária e é excretado no leite materno.

Biotransformação

O metronidazol é metabolizado no fígado por oxidação em dois metabólitos. O principal metabólito é o alcoólico que possui atividade bactericida sobre micro-organismos anaeróbios, de aproximadamente 30% quando comparado ao metronidazol, e uma meia-vida de eliminação de 11 horas. O metabólito ácido tem uma atividade bactericida de 5%.

Excreção

As concentrações hepática e biliar são altas, enquanto as concentrações no cólon e fecal são baixas. A excreção do metronidazol e seus metabólitos é principalmente urinária e representa 35 a 65% da dose ingerida. Em pacientes com insuficiência renal, a meia-vida de eliminação é idêntica, não havendo necessidade de ajuste posológico. Em caso de hemodiálise, o metronidazol é rapidamente eliminado e a meia-vida de eliminação é reduzida a 2 horas e 30 minutos.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Benzoilmetronidazol - Prati Donaduzzi.

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência neste site, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar no site, você concorda com a coleta dessas informações. Saiba mais em nossas Políticas de Privacidade.